quinta-feira, 23 de junho de 2011

A PESQUISA E O ENSINO



A evolução da humanidade está diretamente ligada ao ato da pesquisa, cuja origem da palavra vem do verbo latino "perquiro" que significa "procurar, buscar com cuidado, procurar por toda a parte, informar-se, inquirir, perguntar, indagar bem, aprofundar na busca”... Nesse sentido, a pesquisa é própria da natureza humana e  constitui a  notável evidência de estarmos hoje à frente das outras espécies.
Na educação, a pesquisa vem sendo utilizada desde a formação dos professores até a sua atuação em sala de aula. Ela é um instrumento de construção de conhecimento relacionado tanto à prática do professor como também ao desenvolvimento do ensino aprendizagem do aluno. Faz parte da rotina do professor a indagação, a busca e o planejamento assim como os alunos prendem também quando questionam, estudam e pesquisam.
                     Paulo Freire (1996), quando cita que não há ensino sem pesquisa e pesquisa sem ensino, retrata muito bem a necessidade de estarmos atendo aos nossos estudos e novos conhecimentos.  Segundo o autor, fala-se hoje com muita insistência, no professor pesquisador. No seu entender o que há de pesquisador no professor não é uma qualidade ou uma forma de ser ou de atuar que se acrescente à de ensinar. Faz parte da natureza da prática docente a indagação, a busca, a pesquisa. Ainda de acordo com Freire, o de que se precisa é que, em sua formação permanente, o professor se perceba e se assuma, porque professor, como pesquisador.
                     A associação do ensino ligado à pesquisa é evidente no próprio desenvolvimento da educação, uma vez que as pessoas pesquisam para aprender e aprendem para ensinar. Nesse contexto, pesquisa e docência se associam para emergir o conhecimento. A necessidade da pesquisa na educação nasce com a precisão do planejamento para alcançar os objetivos propostos na elaboração dos nossos planos e metas. Não é uma obrigatoriedade implícita apenas ao professor e sim a todos que atuam na escola. Portanto a pesquisa é necessária também à gestão que precisa estar antenada com os acontecimentos no setor educacional, atualizada com os índices de desenvolvimento educacional da instituição e buscando novas metodologias para enfrentar os desafios que afrontam a escola.


Através da pesquisa, a gestão pode oferecer subsídios que vão auxiliar os demais profissionais da escola no desempenho de suas atividades, trazendo para o âmbito do estabelecimento de ensino, experiências exitosas em outras unidades. Uma gestão efetivamente atuante e participativa dialoga com os demais componentes da comunidade escolar e propõe sugestões que apóiem e fortaleçam o trabalho na busca da qualidade do ensino. Vale ressaltar que a pesquisa não está  necessariamente atrelada  às altas tecnologias da informática. Ela se insere na leitura de livros, revistas, jornais, periódicos e simplesmente o ato de uma boa conversa com outros profissionais ou especialistas da área. O mais importante é a vontade de crescimento e mudança tão imprescindíveis ao desenvolvimento da educação e construção de um mundo melhor.

Nenhum comentário:

Postar um comentário